Meu Carrinho
Carrinho vazio...
Nenhum item adicionado
Subtotal R$ 0,00
Ir para o carrinho
Início // Manipulados // Nootrópicos // Fenilpiracetam ( Fenil-2-oxo-1-pirrolidina-acetamida ) 100mg
  • Fenilpiracetam ( Fenil-2-oxo-1-pirrolidina-acetamida ) 100mg
  • Fenilpiracetam ( Fenil-2-oxo-1-pirrolidina-acetamida ) 100mg

    Código FENILPIRACETAM100MG30CP
    (0 avaliações) Avalie
    De R$ 190,00
    R$ 180,00
    Ou em até6x de R$ 30,00 sem juros
    • 1x de R$ 180,00 sem juros
    • 2x de R$ 90,00 sem juros
    • 3x de R$ 60,00 sem juros
    • 4x de R$ 45,00 sem juros
    • 5x de R$ 36,00 sem juros
    • 6x de R$ 30,00 sem juros
    No boleto R$ 171,00 (-5%)
    Forma de entrega Frete

    O Fenilpiracetam é um derivado do composto piracetam, com uma modificação estrutural relacionada à adição de um grupamento fenil, o que melhora aspectos envolvidos com a farmacocinética, como aumento na lipossolubilidade e a consequente transposição pela barreira hematoencefálica.

    Por sua capacidade de modular neurotransmissores como acetilcolina, GABA, glutamato e dopamina, bem como os receptores destes, o Fenilpiracetam é capaz de promover aumento na capacidade mnemônica e de aprendizagem, melhorando ainda aspectos como concentração e foco.

    O Fenilpiracetam pode ainda aliviar sintomas relacionados à ansiedade e a depressão, além de aprimorar a motricidade fina, ou seja, movimentos musculares que necessitam de força, coordenação e precisão.

    Assim como para o piracetam, as aplicações terapêuticas do Fenilpiracetam foram mais bem exploradas do que os mecanismos pelos quais o fenilpiracetam exerce suas ações. No entanto, tem sido demonstrado que o Fenilpiracetam modula diferentes sistemas de neutrotransmissão, como o colinérgico, GABAérgico, dopaminérgico e glutamatérgico. Essa interação não necessariamente se dá diretamente, podendo ser de forma alostérica, ou ainda ocorrer sinergicamente.

    Em modelos animais, o efeito do Fenilpiracetam tem sido explorado em diferentes condições como: hipertireodismo,9 melhora da resposta imune,10 sobre a memória e aprendizagem3 e resistência ao estresse,11 com resultados satisfatórios

    Em modelos experimentais, o Fenilpiracetam aumentou em regiões cerebrais chave, a expressão do Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro (BDNF), que participa de processos de plasticidade sináptica subjacentes à aprendizagem e memória.

     

    Encefalopatia é o termo utilizado para definir qualquer doença difusa cerebral com alteração da sua estrutura ou de sua função. A etiologia é diversa e clinicamente, podem ser observadas manifestações como perda da memória, concentração, alteração súbita do comportamento, letargia, tremores, atrofia muscular, convulsões e demência. Neste sentido, quando o Fenilpiracetam foi administrado na dose de 200 mg ao dia durante um mês a 99 pacientes com encefalopatia de etiologias diferentes, foi possível observar uma melhora significativa no comprometimento decorrente de distúrbios do movimento, além de diminuição da ansiedade e depressão, melhorando ainda aspectos cognitivos, bem como a capacidade de execução de tarefas cotidianas.4 Ainda, quando o Fenilpiracetam foi administrado a 200 pacientes com acidente vascular cerebral isquêmico, na dose de 400 mg por dia durante um ano, foi observada uma melhora significativa sobre o comprometimento neurológico e físico.

    O efeito do Fenilpiracetam foi comparado ao do piracetam no tratamento da Síndrome da Fadiga Crônica e astenia, de forma que o Fenilpiracetam demonstrou melhorar os escores obtidos em testes de avaliação neuropsicológica em comparação ao piracetam ou placebo, como habilidades cognitivas e capacidade de resolução de problemas.1 Indivíduos com epilepsia que receberam Fenilpiracetam em associação a terapia farmacológica convencional tiveram o número e frequência de crises convulsivas reduzidas, bem como alterações positivas no exame funcional de EEG (eletroencefalograma), além de melhora na função cognitiva. Estes efeitos podem ser atribuí- dos em parte pela capacidade do Fenilpiracetam em reduzir seletivamente a hiperexcitabilidade cortical – evento relacionado à fisiopatologia das crises epilépticas – especialmente no hipocampo.

    Cada Cápsula contém:

    Fenilpiracetam 100mg

    Dose usual:

    100 a 200mg ao dia

    Avaliações do produto

    0 (0 avaliações )

    E você o que achou deste produto?

    Avalie este produto

    Você tem ou conhece bem este produto?

    Avaliação Geral:

    Farmácia de Manipulação e Suplementos Nutricionais | End: Rua Marechal Deodoro, 558/203 Pelotas - RS
    Cep: 96020-220 CNPJ: 20.110.115/0001-46 - Razão social: Possenti & Tavares LTDA ME - Farmacêutico Responsável: Endrigo Jorge Possenti CRF-RS 8883 AFE-ANVISA: 7.39.145-9 Nº Processo 25351.303485/2015-26