Faça seu Login ou Cadastre-se
(53) 3028-2434
Meu Carrinho
Carrinho vazio...
Nenhum item adicionado
Subtotal R$ 0,00
Ir para o carrinho
Início // Hormonais // Testosterona // Tribullus Terrestris 300mg + Maca Peruana 200mg Pote 120 Cápsulas
  • Tribullus Terrestris 300mg + Maca Peruana 200mg Pote 120 Cápsulas
  • Tribullus Terrestris 300mg + Maca Peruana 200mg Pote 120 Cápsulas

    Código TRIB+MACA120
    (0 avaliações) Avalie
    De R$ 49,00
    R$ 45,00
    Ou em até4x de R$ 11,25 sem juros
    • 1x de R$ 45,00 sem juros
    • 2x de R$ 22,50 sem juros
    • 3x de R$ 15,00 sem juros
    • 4x de R$ 11,25 sem juros
    No boleto R$ 42,75 (-5%)
    Forma de entrega Frete

    Produto  da Extreme Manipulação de Fórmulas, trata-se de uma combinação moderna no mercado das plantas naturais Tribulus Terrestris com Maca Peruana.

    Acompanhe as matérias científicas sobre cada planta logo abaixo.

     

    Tribulus Terrestris
    É uma erva natural que estimula o aumento da produção do Hormônio Luteinizante (LH) que é o responsável pela produção de testosterona no corpo. Este aumento natural de testosterona proporcionará um significativo ganho de força e massa muscular magra juntamente com a perda da gordura corporal e o aumento da libido e desempenho sexual.

    Tribulus Terrestris (videira da punctura ou abrolhos, «abre-os-olhos»), da família Zygophyllaceae, é uma erva daninha que, na Europa, foi utilizada como estimulante sexual — para aumentar o impulso e o desempenho — e para tratamento da impotência durante vários séculos.

    O Instituto Químico-Farmacêutico em Sofia, na Bulgária, conduziu estudos clínicos com a Tribulus Terrestris, e concluíram um aumento nas funções reprodutoras, incluindo na produção de esperma e testosterona em homens.

    Nas mulheres houve um aumento da concentração de hormônios, incluindo o estradiol, com alteração ligeira da testosterona e melhoria da função reprodutora, libido e ovulação.

    Na Grécia Antiga, era comum o uso dos frutos secos da Tribulus terrestris como um laxante suave e um tônico geral. Na China, era muito utilizada para tratar problemas do fígado e como remédio cardiovascular, além de eliminar dores de cabeça e exaustão nervosa. O uso como afrodisíaco era muito comum na Índia.

    Mas, na verdade, o uso mais disseminado da Tribulus terrestris é no tratamento de problemas sexuais. O uso popular relata sucesso no tratamento de infertilidade nas mulheres, impotência ou disfunção erétil nos homens e aumento da libido em ambos os sexos. Os resultados dispararam a realização de vários estudos científicos por todo o mundo, inclusive no Brasil, com resultados bem promissores.

    Os pesquisadores já descobriram que a Tribulus terrestris pode elevar significativamente os níveis dos hormônios LH e da testosterona, cujos efeitos foram confirmados com o aumento na freqüência e força na ereção, além de aumento do vigor na atividade sexual. Outros efeitos positivos foram relacionados, como a diminuição nas taxas de colesterol, melhora no humor e na auto-estima.

    As partes da planta utilizadas como medicamento são as folhas e as raízes.

    No Brasil, um dos estudos com a Tribulus terrestris foi realizado pelo ginecologista Décio Luiz Alves, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O pesquisador resolveu testar a planta após avaliar um estudo sobre a eficácia da planta que envolveu 45 homens - saudáveis e diabéticos, realizado na Indonésia, em 1998. O uso da medicação proporcionou uma melhora significativa (de até 65%) no desempenho sexual dos participantes.

    • Constituintes químicos do Tribulus terrestris: açúcares reduzidos, alcalóides (harman e harmina), ácidos graxos insaturados, esteróis, flavonóides (tribulosídeo), glucosídeos, nitratos, óleo essencial, potássio, kaempferol, resinas, saponinas, taninos

    Contra-indicações/cuidados com o Tribulus terrestris: pessoas com hipertensão ou cardiopatia, só devem usar a Tribulus com acompanhamento médico. Se possível evitar o uso interno. O uso excessivo pode provocar problemas estomacais. Em hipertensos e cardiopatas pode ocorrer hipotensão e se a eliminação de potássio for considerável, poderá haver potencialização dos efeitos dos cardiotônicos.*(jotanatura)

    Referências

    1. Saúde na Rede - Fitoterápicos - Tribulus Terrestris.

     

    Mais Informações:

     

    História do Tribulus Terrestris

    O Tribulus Terristris erva natural, comumente conhecida como a videira da punctura (picada ou ferimento feito com punção) que tem sido usada durante séculos na Europa para tratamento da impotência e como um estimulante para ajudar a aumentar o impulso e o desempenho sexual. Como apoio atlético, esta potente erva tem sido observada e estudada para realçar a produção do LH (hormônio luteinizante) e impulsionar os níveis de testosterona. Este poderoso extrato, como DHEA e Androstenediona, pode ajudar a elevar os níveis de testosterona sem perigo e seus efeitos têm sido cobiçados pelos atletas búlgaros durante décadas.

    O Instituto Químico-Farmacêutico em Sofia, na Bulgária, conduziu estudos clínicos com Tribulus Terrestris, que mostraram uma melhoria nas funções reprodutoras, incluindo aumento na produção de esperma e testosterona em homens.

    Nas mulheres verificou-se um aumento da concentração de hormônios, incluindo o estradiol, com alteração ligeira da testosterona e melhoria da função reprodutora, libido e ovulação.

    Um estudo envolvendo indivíduos saudáveis que tomaram 750mg/dia de Tribulus Terrestris, avaliaram as respostas hormonais que revelaram aumentos de LH de 14,38 ml/U/ml para 24,75mI/U/ml. A testosterona livre nos homens também aumentou de 60ng/dl para 84,5ng/dI3.

    Outro estudo realizado em mais de 200 homens que sofriam de impotência, revelou que muitos dos homens experimentaram aumento dos níveis de LH e testosterona, da produção de esperma e da sua motilidade.


    Mecanismo de ação do Tribulus Terrestris

    O Tribulus terrestris provoca vasodilatação na região genital, o que pode explicar os seus efeitos sobre a ereção. Pode aumentar ainda a contagem de espermatozóides, bem como a sua motilidade, podendo, por isso, ser um auxiliar precioso para tratar a infertilidade. Em mulheres, diminui os sintomas da frigidez sexual, aumenta a libido e reduz os sintomas da menopausa.

    Ao aumentar as concentrações plasmáticas de testosterona, aumenta também produção de músculo como efeito anabólico. A testosterona é vital porque desempenha vários papéis essenciais no nosso organismo, em especial, a síntese de massa muscular, com os conseqüentes ganhos de força.


    Indicações de uso do Tribulus Terrestris

    " Eficaz no aumento da produção de TESTOSTERONA;
    " Estimulante para aumentar o IMPULSO SEXUAL; (ambos os sexos)
    " Aumento da FORÇA e MASSA MUSCULAR em atletas; (efeito anabólico)
    " Diminui a FRIGIDEZ SEXUAL em mulheres;
    " Aumenta a quantidade e a motilidade de espermatozóides; (fertilidade)
    " Possui efeito hepatoprotetor;


    Quais as vantagens em usar Tribulus Terrestris

    Como DHEA e Androstenediona, Tribullus terrestris pode naturalmente favorecer a produção da testosterona. Testosterona é vital porque ela desempenha vários papéis essenciais em nosso corpo, incluindo a construção do músculo e força. Atletas estão usando Tribulus terrestris para ajudar a garantir que seus níveis deste hormônio natural estejam nos níveis normais em qualquer tempo. Isto pode, portanto, garantir que os níveis de testosterona sejam mantidos completos na plataforma natural e sem o uso de drogas perigosas como os esteróides. Vale ressaltar que esta planta não é proibida pelo COI (Comitê Olímpico Internacional).


    Qual a dosagem recomendada de Tribulus Terrestris

    Por enquanto não existe um guia definitivo sobre a quantidade de Tribulus terrestris que deverá ser tomada. Há diferentes diretrizes sugeridas por especialistas no campo médico. A mais sugerida é 250-750 mg por dia, tomada uniformemente durante todo o dia.

    Igualmente como qualquer suplemento, cautela deverá ser exercida quando pensar em tomar Tribulus terrestris. Nos estudos das pesquisas feitas nenhum efeito adverso foi notado proveniente do uso de Tribulus terrestris. Além disso, em pesquisa adicional, nenhum efeito adverso foi demonstrado sobre o sistema nervoso ou cardiovascular. Até este momento nenhuma toxicidade ou efeito negativo ocorreu quando Tribulus terrestris é usado como suplemento nutricional.

    Não há nenhum indício que mostre conclusivamente qual deveria ser a dosagem ótima e a duração de Tribulus terrestris. Muitos estudos das pesquisas feitas usaram 750 mg de Tribulus terrestris por curto período de tempo. Ao contrário de DHEA e Androstenediona, Tribulus terrestris não é produzido pelo corpo, contudo, o uso prolongado poderia "minimizar" seus efeitos e fazê-lo menos potente. O uso a longo prazo e seus efeitos ainda não foram estudados, portanto, "ciclar" Tribulus terrestris pode ser vantajoso.

    Existem diferentes maneiras de "ciclar" que têm sido usadas como rotina. Estas incluem um ciclo de 3 semanas usando, seguido de outro ciclo de l a 3 semanas sem uso, ou uma dosagem padrão com ciclo decrescente, tal como 4 a 6 semanas "on" (usando) seguido por 3 a 6 semanas "off" (sem usar). Como é o caso com toda suplementação, a melhor decisão é a chave do sucesso. Conhecer seu corpo e seus limites é tão decisivo para a própria suplementação como é para o próprio treinamento.

     

    Maca Peruana (Lepidium meyenii)

     

    "Ginseng dos Andes"

     

     

     


     

     

     

    Planta milenar trata impotência e queda de libido

     

     

     

    Quanto mais a ciência avança, mais se descobre que a natureza oferece aos seres humanos tudo o que é necessário para garantir sua alimentação, saúde e bem-estar. Plantas que há poucos anos eram simplesmente ignoradas passam a ser reconhecidas por suas propriedades surpreendentes - que já eram de conhecimento de povos muito antigos. É o caso da maca peruana - atualmente famosa por ser um tônico poderoso capaz de melhorar o desempenho generalizado do organismo.

    A planta é de fato surpreendente: desenvolve-se entre 4 e 5 mil metros de altitude, nos Andes Centrais do Peru, com temperaturas que oscilam entre 20 graus positivos e 25 graus negativos, de acordo com o período do dia e a época do ano. Seus nomes populares -"Ginseng dos Andes" e "Viagra dos Incas" - dão boas indicações de suas qualidades. A maca é comparada com o ginseng porque apresenta as mesmas propriedades estimulantes do organismo e do desempenho de várias funções. Vários estudos estão indicando que ela também é indicada para tratamentos hormonais: ao que tudo indica, a planta apresenta determinadas moléculas que possuem a mesma estrutura que os hormônios naturais, tanto do homem quanto da mulher.

    Muitos destes estudos estão sendo feitos com mulheres na menopausa que necessitam de tratamentos de reposição hormonal e, até o momento, os resultados têm sido satisfatórios na diminuição dos calores ou fogachos, na prevenção e controle da osteoporose e no estado emocional geral, com a vantagem de não apresentar os efeitos colaterais comuns nos tratamentos de reposição hormonal tradicionais.

    A maca (Lepidium meyenii) é uma crucífera qualificada como uma das raízes e tubérculos andinos de mais alto conteúdo protéico. Ela tem a surpreendente capacidade de crescer em alturas extraordinárias: de 3800 a 4800 metros de altitude no local mais inóspito da Cordilheira dos Andes, onde as temperaturas são extremas: do intenso calor da manhã às mais frias noites, com gélidos ventos, nevadas persistentes e a intensidade da luz a estas alturas. Em local tão hostil, onde há pouco oxigênio, existe rara vegetação: só crescem batatas amargas e a maca. Não existem árvores, apenas plantas com poucos centímetros de altura.

    O cultivo perdido dos incas

     

     

     

     

     

     

    Este tubérculo, com o tamanho e a forma de um rabanete comum, é facilmente seco ao sol e mantém suas qualidades nutritivas com altos teores de ferro durante vários anos de armazenamento. Suas qualidades como um excelente alimento eram de conhecimento do povo inca, que usava a maca por sua ação estimulante da fertilidade e do desempenho sexual. Foram encontradas evidências antropológicas do cultivo da maca no Peru desde o ano de 1600 aC

    A maca era considerada pelos incas como um "presente dos deuses". Eles a cultivavam como alimento, a utilizavam em cerimônias religiosas para danças e rituais. Ralatos espanhóis contam que durante a conquista do Peru, os animais trazidos da Espanha não se reproduziam normalmente naquelas alturas. Os nativos aconselharam os conquistadores a alimentarem seus animais com maca, o que trouxe resultados positivos, aumentando os níveis de reprodução dos animais.

    Conta-se que durante os 100 primeiros anos de colonização, a maca fazia parte dos tributos exigidos pelos colonizadores. Além disso, sua importância era tão grande para o povo, que também era usada para realizar trocas entre as comunidades. Alguns estudiosos afirmam que o uso da maca poderia estar presente na região dos Andes desde os tempos em que as primeiras civilizações indígenas a habitaram, época anterior à presença inca no território. Mais tarde, durante a época dos povoadores incas, a maca teria sido considerada um alimento para as castas superiores, ao mesmo tempo em que era uma oferenda para os deuses.

    Reza a lenda, que durante o apogeu do império Inca, os guerreiros incluíam as raízes da maca na sua alimentação antes de participar das batalhas, o que os tornavam extremamente fortes. Além disso, os guerreiros que se destacavam em combate recebiam a maca como prêmio por seus feitos.

    Foram realizados estudos sobre a ação da maca sobre a fertilidade em animais (Dra. Chacón, 1961) e em seres humanos (Gonzalez, 2001). No ano de 1980, cientistas da Alemanha e dos EUA ao efetuarem estudos com ervas no Peru, reavivaram seu interesse pela Maca, chamando-na de "o cultivo perdido dos incas".

    A planta apresenta em sua composição, entre outros elementos, boa quantidade de cálcio, aminoácidos, proteínas vegetais, vitaminas e minerais como ferro, zinco e fósforo.

    A raiz tem coloração que varia desde o amarelo claro até o marrom escuro, medindo entre 4 e 7 cm de diâmetro, e é a parte principal na elaboração dos produtos. O sabor e a composição química não se alteram em função da coloração da raiz. Apresenta talo curto e as folhas são compostas, medindo de 6 a 9 cm. Já as flores são agrupadas e hermafroditas.

    Usos da maca peruana

    * Na menopausa: A maca alivia os sintomas comuns da menopausa sem os efeitos de outros tratamentos químico-hormonais existentes no mercado. A maca pode ser usada como um tratamento vegetal de resultados comprovados no combate aos sintomas da menopausa, logo que estes começam a aparecer - são muito comuns os calores (fogachos), fadiga, suores noturnos, mudanças de estado de ânimo, diminuição da libido; além de problemas como osteoporose e alterações cardiovasculares. Geralmente, para combater estes problemas são adotados tratamentos com reposição hormonal que, infelizmente, apresentam alguns efeitos colaterais, o que não ocorre com a maca. Estudos realizados com a maca atestaram as propriedades da maca peruana como excelente tratamento fito-hormonal, sem apresentar efeitos colaterais, combatendo os sintomas comuns da menopausa e regularizando o balanço hormonal nas mulheres. Além disso, a maca apresentou ótimos resultados também na diminuição da fadiga, na redução do ressecamento da pele, no incremento da energia muscular e na elevação da libido - geralmente afetada na fase da menopausa.

    * Problemas fertilidade e potência sexual: Estudos conduzidos tanto com seres humanos como com animais, realizados por diferentes especialistas (Dra. Chacón, 1961 e Dr. Gonzalez, 2001-2002) comprovaram que o uso da maca pode promover o aumento da mobilidade dos espermatozóides, do volume seminal e o incremento do desejo sexual em seres humanos. O consumo da maca peruana pode resultar em melhoria no fluxo sangüíneo corporal e também na zona pélvica de homens e mulheres. Em razão deste efeito, a maca tem sido reconhecida há anos como um alimento capaz de aumentar o vigor e a potência sexual. Tradicionalmente, a maca tem sido descrita como um afrodisíaco para homens e mulheres, sem dúvida por seus efeitos positivos no aumento nos níveis de testosterona no organismo.

    * Como tônico para o organismo: O uso da maca peruana como tônico revigorante para o organismo em geral é conhecido desde tempos antigos. A ciência atual reconhece que plantas adaptógenas - como a maca - realmente possuem a propriedade de auxiliar o organismo a se adaptar às condições adversas do ambiente, aumentando a força e a resistência musculares. As plantas adaptógenas não atuam especificamente em uma debilidade física ou psicológica, mas revitaliza o organismo de uma maneira geral a fim de estimular suas próprias defesas imunológicas contra agentes externos agressores e promove estímulo físico e mental.

    Muitos fitoterapeutas têm reconhecido que a maca pode trazer bons resultados no tratamento da Síndrome da Fadiga Crônica, além de diminuir o cansaço mental e restaurar a energia e o vigor dos idosos.

    Contra-indicações da Maca Peruana

    Exceto para os alérgicos à planta, a maca peruana não possui contra-indicações nem interações. Entretanto, seu uso não é recomendado para as pessoas que consomem hormônios, pois pode intensificar o efeito hormonal ou inibi-lo. Mulheres que tomam anticoncepcionais orais ou fazem terapias de reposição hormonal devem consultar seu médico antes de utilizar a maca peruana.

    Eficaz no aumento da produção de TESTOSTERONA;
    Estimulante para aumentar o IMPULSO SEXUAL; (ambos os sexos)
    Aumento da FORÇA e MASSA MUSCULAR em atletas; (efeito anabólico)
    Diminui a FRIGIDEZ SEXUAL em mulheres;
    Aumenta a quantidade e a motilidade de espermatozóides; (fertilidade)
    Possui efeito hepatoprotetor;

    Composição Média por Cápsula: ( 120 cápsulas cada pote)

    Tribulus Terrestris ................................................. 300mg

    Maca Peruana ....................................................... 200mg

     

    Ingerir 2 cápsulas 2x ao dia, ou conforme orientação de profissional de saúde

    Avaliações do produto

    0 (0 avaliações )

    E você o que achou deste produto?

    Avalie este produto

    Você tem ou conhece bem este produto?

    Avaliação Geral:

    Farmácia de Manipulação e Suplementos Nutricionais | End: Rua Marechal Deodoro, 558/203 Pelotas - RS
    Cep: 96020-220 CNPJ: 20.110.115/0001-46 - Razão social: Possenti & Tavares LTDA ME - Farmacêutico Responsável: Endrigo Jorge Possenti CRF-RS 8883 AFE-ANVISA: 7.39.145-9 Nº Processo 25351.303485/2015-26